A crueldade dos rótulos

Certa vez, ao mudar de área como gestor, além das premissas de praxe iria ter uma reunião com o gestor antecessor para ser passado um relatório detalhado dos projetos em andamento e também das pessoas que pertenciam ao time.

No relatório havia um colaborador que estava “marcado”, sua demissão só não havia acontecido ainda por que a área estava defasada, com uma pessoa a menos.

O novo gestor, por ventura acabou nem dando muita importância ao colaborador “rotulado”, até por que os projetos importantes estavam nas mãos de outros colaboradores.

Um dia, este colaborador “marcado” procurou seu gestor com uma ideia muito interessante, que logo foi vista como complexa e com poucas chances de ser realizada.
O Gestor atual, como não havia o que perder simplesmente deu OK para que ele seguisse adiante.

A forma criativa e enérgica que o colaborador reportava os avanços do projeto, acabou envolvendo o gestor e a equipe toda, em poucos meses, o projeto virou realidade e funciona até os dias de hoje.

Ele acabou sendo a primeira pessoa da equipe a ser promovida e um tempo depois acabou virando empresário.

Como líder podemos ver como é fácil rotular as pessoas e também como é difícil para elas se desenvolverem, e muitas vezes quase impossível se livrar deles, os rótulos.

O mais cruel é que geralmente os rótulos são colocados por um único gestor que muitas vezes perdura para sempre na carreira de alguém, ocasionando efeitos devastadores como desmotivação e o desacreditar de si mesmo.

Com isto, aprendemos uma grande lição, cada vez que assumirmos uma nova liderança e equipe, não devemos deixar o gestor anterior nos passar a visão dele sobre as pessoas, e sim observarmos com os próprios olhos e sentimentos e conduzirmos os trabalhos de acordo com a realidade que enxergamos e conhecemos.

Seja ponte dos que vão passando ou escada dos que vão subindo. Seja luz e estenda a mão, acredito que nosso maior líder que está no comando de tudo, ficará mais feliz com esta atitude.

Um dia, você também poderá ser mais um colaborador também.

Assista:

Leave a Reply